Campanha visa conscientização para diagnóstico precoce de doenças como Alzheimer, Fibromialgia e Lúpus

Foto por Camila Braunas

Doenças que não têm cura, mas que, se diagnosticadas precocemente, podem ser controladas e fazer com que o paciente tenha qualidade de vida. É o caso do Lúpus, da Fibromialgia e do Alzheimer. A conscientização é a melhor prevenção, por isso, o mês de fevereiro começou roxo, para lembrar que aos primeiros sintomas é preciso buscar ajuda especializada.

O Hospital de Urgências de Trindade (Hutrin), por meio da Comissão Interna de Prevenção a acidentes (CIPA) e do Serviço Especializado em Engenharia e Medicina do Trabalho (SESMT) promoveu uma palestra para a equipe de saúde com o epidemiologista Jorge Esper.

“Quanto mais falarmos sobre esse assunto, mais as pessoas irão se sensibilizar e procurar ajuda. Muitas vezes os sintomas são percebidos por parentes e amigos, que devem alertar e ajudar na procura de um médico”, diz Esper. Segundo ele, é de extrema importância manter hábitos de vida saudáveis, cuidar do corpo e da mente.

Para o técnico de Segurança do Trabalho Carlos José, é importante que os profissionais de saúde também estejam atentos aos primeiros sinais da doença. “Quanto mais ágil for o exame e diagnostico e tão logo se inicie o tratamento, maiores são as chances de retardar o avanço da doença”, diz Carlos José.

Doenças e Causas

A Fibromialgia é uma doença hematológica que atinge cerca de 3% da população brasileira, especialmente as mulheres. Fadiga e alterações de sono, memória e humor são seus principais sintomas.

Em geral, a doença de Alzheimer atinge os mais idosos. Por isso, o seu quadro clínico muitas vezes é confundido com sintomas da idade. O diagnóstico muitas vezes é difícil. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que o Alzheimer afeta cerca de 35,6 milhões de pessoas em todo o mundo e esse número deve dobrar em 2030. De acordo com cálculos da Associação Brasileira de Alzheimer (Abraz), 1,2 milhão de brasileiros sofrem com os efeitos dessa doença.

O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece acompanhamento e tratamento para portadores do Alzheimer, inclusive com a entrega de medicação. Diante de suspeita da doença ou anormalidades relacionadas ao esquecimento, o paciente deve procurar uma unidade básica de saúde. A partir dai, caso seja necessário, ele será encaminhado para um especialista.

O Lúpus é uma doença inflamatória autoimune que afeta a pele, as articulações, os rins e o cérebro. Pode levar à morte, se não for tratada adequadamente.

Sobre o HUTRIN

O HUTRIN (Hospital Estadual de Urgências de Trindade Walda Ferreira dos Santos) é uma unidade de assistência, ensino e pesquisa, que integra a Rede Estadual de Hospitais de Urgências e Emergências do Estado de Goiás (Rede HUGO). O Hospital tem 48 leitos, sendo oito de UTI, perfil assistencial voltado para baixa e média complexidade em clínica obstétrica, clínica cirúrgica e clínica médica e clínica ortopédica sendo referência para Trindade, onde está localizado, e as cidades vizinhas.

Desde o dia 25 de agosto de 2019, o HUTRIN encontra-se sob a gestão do Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento – IMED, uma Organização Social (OS) que se destaca pela prestação de serviços e desenvolvimento de projetos que proporcionem bem-estar, saúde, cidadania e dignidade às pessoas. O IMED administra o HUTRIN para que ele funcione com qualidade 24 horas por dia, todos os dias da semana.

________________

Assessoria de Comunicação – Hospital Estadual de Urgências de Trindade (Hutrin)

Aline Marinho (11) 95484-9927 – aline@ecco.inf.br

Camila Braunas (62) 99538-5680 – camila@ecco.inf.br

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content